Histórias, desde a infância, nos remetem a memórias mágicas e momentos marcantes.

Aplicar esse sentimento ao seu texto de vendas não seria maravilhoso? E você pode! Veja neste artigo as dicas que separei e saiba como fazer storytelling e melhorar ainda mais a eficiência de suas copys.

Como fazer storytelling para melhorar seus textos

A ideia de levar toda a magia de uma grande história para o seu discurso persuasivo parece incrível, né? A conexão de uma pessoa com uma boa narrativa pode levá-la diretamente à compra, e explorar isso é uma ótima maneira de chegar à alma de seu cliente.

Não existe, infelizmente, uma receita pronta de como fazer storytelling e criar contos eficientes. No entanto, existem algumas regras básicas. Eu me adiantei e já selecionei as melhores para você!

Entenda o produto que quer vender

Embora isso pareça não estar diretamente ligado ao storytelling, é mais importante do que aparenta!

É essencial compreender quais histórias ou personagens são aplicáveis ao produto ao qual serão direcionados.

Em produtos infantis, por exemplo, personagens desenhados e extremamente caricatos funcionam muito bem, e isso é provado pelo que encontramos no mercado.

No entanto, embora figuras assim não tenham muito efeito em produtos para o público adulto, eles adoram aquilo que remete às memórias da infância.

Imagine, supondo uma marca de doce de leite, que você crie um cenário com uma avó que cozinhe, com aquela ideia de “casa de vó” no final de semana e algumas receitas. Isso pegaria em cheio uma grande parte dos adultos que tinham uma avó como essa, ao melhor estilo “Dona Benta”, percebe?

Por isso é importante entender seu produto, e esse deve ser o primeiro passo para uma boa história.

Aposte na empatia e na conexão

Contar histórias fantásticas não precisa, necessariamente, envolver personagens físicos para gerar emoção. O ideal é sempre pensar em como tocar o público no que mais o encanta.

Coloque-se no lugar de quem, em tese, compraria seu produto. Aquilo que você está contando convence? Você se vê como parte daquilo? Traz memórias interessantes ou te faz querer saber mais? Se sim, esse é o caminho certo.

Se não, REPENSE!

O distanciamento do público diante de uma história pode ser irreversível, por isso é crucial tomar muito cuidado antes de divulgar uma peça de storytelling.

Fuja dos clichês

“Era uma vez” é bom, funciona. Mas já estamos em tempo de inovar, certo?

Invente novas maneiras de criar histórias, instigue o público com intensidades diferentes, problemas diversos a serem solucionados.

Aproveite o momento em que o mundo se encontra. Hoje vivemos uma época com tantos curiosos, tantas pessoas para correrem atrás dos seus projetos! Gere conhecimento por meio da criatividade e explore as tendências de mercado para o futuro.

Fique com uma dica: algumas das melhores histórias estão escondidas nas perguntas que ninguém sabe a resposta!

Para te ajudar ainda mais, confira o passo definitivo para ser criativo!

Comentários