Você já ouviu dizer que o empreendedor é aquele que chega primeiro em sua própria empresa e é o último a sair dela no fim do expediente? Acha que esse é o papel do empreendedor? Não é!

Ainda que isso soe bastante estranho no início, não é sua responsabilidade botar a mão na massa e cuidar de todos os setores técnicos da empresa. Nem mesmo a parte administrativa precisa ficar sob sua responsabiliade, como dono de empresa!

E é isso que quero te mostrar hoje no meu artigo. Se você quer entender melhor qual o seu papel como empreendedor e receber uma dica de empreendedorismo de empresa incrível, continue comigo neste artigo e assista meu vídeo!

CLIQUE e Inscreva-se no canal:


O que transforma você em um empreendedor?

Qual o papel do empreendedor? O que transforma alguém em um empreendedor? Essas perguntas são complicadas e podem ter várias respostas diferentes, o que torna o assunto ainda mais complexo.

A verdade é que a essência dos grandes empreendedores não está na administração financeira da empresa, e nem mesmo no ato de saber lidar com planilhas do Excel, por exemplo. Não é isso que te torna um empreendedor!

O empreendedor é o que faz o negócio acontecer. Ou seja, é o cara das ideias, o cara que convence outras pessoas a acreditarem naquilo que ele também acredita.

Será que você precisa mesmo fazer a parte técnica?

No início do negócio, claro, você nunca tem muita opção. É você quem precisa lidar com toda a parte técnica, burocrática e até chata de ter um negócio.

Administrar lucros e estoque, tudo isso ficará em suas mãos durante um tempo. Mas será que devem ser sua responsabilidade durante toda a vida da empresa? Acho que não.

E vou te explicar o porquê. Se você começa a se preocupar demais com a administração financeira de seu negócio, cuida do marketing e ainda faz a gestão do estoque, você não tem tempo para fazer outras coisas. Você não tem tempo para fazer aquele papel do empreendedor que falei no tópico anterior.

Você estará tão imerso em responsabilidades técnicas, que não vai ter tempo nem cabeça para criar. Pode até ser que sua empresa estagne em algum momento, porque você não estará concentrado no que realmente importa: criar novos produtos, serviços e pensar cada vez mais na necessidade do seu público-alvo.

E essa é a maior dica de empreendedorismo que dou: faça seu verdadeiro papel! Deixe que as pessoas certas cuidem da parte técnica, e se concentre no que você precisa fazer.

Afinal, qual o papel do dono do negócio?

Eu costumo dizer, e ouço muitos falarem isso também, que o empreendedor é um sonhador. Ele é o cara que tira uma ideia do papel e transforma em realidade.

E, muitas vezes, esse processo não é nada fácil. A depender do negócio que você cria, ninguém vai acreditar em você no início; você precisa convencer a todos, inclusive aos seus clientes, que tem um produto de qualidade e consegue suprir uma necessidade que ás vezes nem eles mesmos sabem que tem.

Então, todo aquele papel de gestão e administração, podem ser feitos por outras pessoas, sem problema. Seu papel não é exatamente esse, como empreendedor!

Seu papel é inspirar as pessoas de sua empresa a acreditarem no potencial do produto que vendem, é engajar os funcionários a trabalharem bem e motivados, e convencer os clientes de que eles vão encontrar o que precisam.

Não à toa, grandes empreendedores, como Steve Jobs, deixaram de lado toda a parte técnica da empresa. Eles contrataram administradores e deixaram que fizessem toda a parte de gestão de finanças e de pessoal do negócio.

Se concentraram, basicamente, em criar produtos geniais, como o iPhone, iPad e diversos outros produtos criados por Steve Jobs para a Apple. Esse deve ser o seu papel também!

Os 9 Gatilhos Persuasivos do Marketing

privacy Não enviamos SPAM