Independentemente do mercado em que seu negócio está inserido, existe uma coisa em comum que você tem com qualquer outra empresa: todos dependem das palavras. É por meio delas que o copywriting pode persuadir os leads a converterem e seguirem no funil de vendas.

O copywriting é o conjunto de técnicas que privilegia esse processo. Por esse motivo, é fundamental que você saiba a forma correta de usá-las ao seu favor.

“Mas como fazer isso Rafael?”

Fique tranquilo que vou te explicar neste artigo!

O que é copywriting?

O copywriting é um dos elementos mais importantes de toda e qualquer forma de marketing. São algumas linhas de texto que instigam o lead, trazendo engajamento e conversão.

É como se fosse um call-to-action, mas numa escala maior. Quem escreve um copy de vendas quer que as pessoas sintam, pensem e respondam — ou, melhor ainda, procurem o slogan ou a marca no Google para saber mais sobre a campanha e, enfim realizar a compra.

Como um bom copywriting de vendas deve ser

Ser rápido e rasteiro não é a única característica de um copy memorável. Veja outros aspectos importantes para esse tipo de texto:

Um bom texto cria conexões

Acho que esse é o grande mote de um copywriting de respeito! Se você quer que seu lead lembre da sua marca, você deve conectar seu produto com a experiência que ele provoca.

E eu diria, até mais do que isso: o texto precisa ter gatilhos emocionais, que são muito mais marcantes do que simplesmente a descrição de funcionalidades e benefícios.

A primeira linha leva para a próxima

Um texto de copywriting atraente começa com uma linha que faz você querer ir para a segunda. Que te inspira a seguir lendo a terceira. E por aí vai. A primeira linha do seu copy deve causar impacto logo no início.

Ele limita o excesso

Escrever significa ir direto ao ponto. E para isso, você precisa cortar palavras e reformular sentenças para ser mais objetivo.

Mas como se desfazer de palavras em excesso na sua escrita? Bom, metade é saber onde cortar, a outra metade é experiência. Adjetivos e substantivos que não agregam, escrever em voz passiva, locuções que podem ser apenas uma palavra.

Tudo isso vale a pena ser listado!

Gostou das informações? Você encontra mais dicas matadoras sobre copywriting aqui no blog da SBCopy!

Comentários