Todos nós temos nosso próprio estilo de escrita, e isso ninguém muda.

Porém, muitas vezes passamos grande parte da vida profissional trabalhando com o mesmo cliente, e consequentemente com um público só.

Isso acaba nos deixando “viciados” em um jeito de escrever, o que não é bom!

Para obter sucesso como escritor, precisamos saber escrever para qualquer tipo de público, afinal, ninguém quer recusar trabalho por não conseguir redigir textos para tal pessoa A ou tal grupo B, não é mesmo?

Neste artigo, separei algumas dicas para você adaptar o seu estilo de escrita a diversos públicos. Confira!

Adaptações para seu estilo de escrita ser ideal para diversos públicos

Você já viu, em algum momento, um texto que era para estar, por exemplo, em um portal de jovens, escrito com uma linguagem muito rebuscada? Ou talvez um texto para um blog informal de crítica de filmes que utilizava muitos termos técnicos?

Este tipo de problema pode acontecer se o redator não “treinar” o estilo de escrita dele para outros públicos.

Pode ser difícil deixar de lado uma prática tão recorrente, mas é crucial para fazer bons textos e conseguir os melhores serviços de copywriting.

Veja algumas sugestões para você colocar em prática:

1. Estude seu público

Aqui a pergunta é clara: como você vai escrever para alguém que você nem sabe quem é? Isso parece impossível, não?
Por isso, é muito importante você estudar o seu público.

Veja o que eles mais gostam nas redes sociais, pesquise as tendências de mercado, os livros mais lidos, se preferem textos curtos, longos, infográficos… Enfim, o que for necessário para que você tenha certeza de que entendeu o suficiente daquelas pessoas.

Somente assim seu texto será bem direcionado.

2. Faça testes

Nada melhor do que ter certeza de que seu texto está bom ou não, do que oferecê-lo ao PRÓPRIO PÚBLICO.

Procure pessoas à sua volta que se encaixem no público para o qual você está escrevendo e questione: o que elas acham do seu estilo de escrita? Peça sugestões e anote tudo!

Assim você saberá o que deve continuar fazendo e o que realmente não funciona.

3. Não se apegue às primeiras versões

Ao escrever para um público novo você pode ter duas situações:

A primeira é acertar de cara e cair no gosto daquelas pessoas, e a segunda é descartar uma parte ou até mesmo o texto todo no começo das tentativas.

Todos sabemos que a segunda é mais provável, infelizmente.

Porém, TUDO É APRENDIZADO! O ideal é que você entenda todas as versões antes da final como testes, que podem ser rasgados, jogados fora e reescritos com novos ensinamentos.

“Mas Rafael, porque isso influencia no meu estilo de escrita?”

Porque se você se apegar, vai acreditar que aquilo é o certo, sempre. É difícil largar o osso, e você não evolui.

Jogar um texto fora é entender que você ainda não chegou na adaptação certa da sua escrita, e para a comunicação persuasiva, principalmente, uma palavra que não encaixa na mente do seu público pode ser o suficiente para que ele desista de ler.

Percebe a importância?

Para mais dicas de como fazer bons textos persuasivos, confira o blog da SBCopy!

Comentários