No início do ano, o LinkedIn avaliou centenas de vagas postadas em sua página, a fim de verificar quais são as habilidades mais necessárias para as empresas em 2019.

Um estudo, realizado pela CNBC Make It, aponta que os Estados Unidos estão enfrentando uma das maiores crises de desemprego…

E muitos afirmam que o país já possui uma grande deficiência de habilidades no mercado de trabalho.

Segundo a Secretaria de Estatísticas Trabalhistas (Bureau of Labor Statistics), atualmente, existem mais de 7 milhões de vagas não preenchidas nos EUA.

Este mercado de trabalho tem impulsionado milhares de empresas a serem menos rigorosas em seus processos seletivos. Empresas como Google, Apple e IBM não exigem mais diplomas universitários de seus candidatos.

Ao invés de darem preferência às experiências e especializações, essas companhias estão considerando mais as habilidades que sejam benéficas para o trabalho do candidato e para a organização como um todo.

Em empresas de tecnologia, como o Facebook, esse já é o principal requisito.

“As habilidades, realmente, são o que mais importa”, é o que diz Janelle Gale, vice-presidente de Recursos Humanos do Facebook.

Seu conselho para o candidato que deseja ocupar uma vaga em empresas como o Facebook é se focar nas habilidades e se candidatar – por mais que o seu currículo não tenha todos os critérios que constam na descrição do emprego.

“Na realidade, nós temos valorizado habilidades à experiência em diversos lugares”, Janelle afirma.

Ela ainda diz: “Candidate-se se você tiver as habilidades relevantes, independentemente de não ter a experiência direcionada àquela vaga, porque as habilidades que mais importam são as que você pode trazer para avaliação”.

Com base nesses dados, a pesquisa realizada pelo LinkedIn ajuda a identificarmos habilidades em comum, as quais a maioria dos recrutadores busca em seus candidatos.

Elas podem ser divididas em duas categorias: as habilidades comportamentais (soft skills) e as habilidades técnicas (hard skills).

Listamos essas habilidades para você e trouxemos algumas dicas para desenvolvê-las.

Quer saber mais? Continue lendo este artigo!

Soft Skills

1. Criatividade

Você deve estar pensando: mas eu não sou criativo. E é aí que você se engana…

A criatividade tem muito mais a ver com o processo de desenvolvimento do que com um dom.

Ser criativo é um estado mental, onde você enxerga como mudar o seu cenário.

Muitas vezes, esse estado se desenvolve a partir de um problema.

Quando você se vê em uma situação conflitante, em que precisa tomar uma atitude, automaticamente busca alternativas para resolver aquele problema, não é mesmo?

E é neste momento que surge a sua criatividade.

Algumas práticas podem te ajudar a desenvolver esse processo no seu dia a dia, como:

  • conhecer um novo idioma;
  • iniciar um estilo de leitura diferente do qual você está acostumado;
  • encontrar uma forma mais prática de cuidar das tarefas domésticas;
  • começar uma atividade física;
  • aprender algo sobre uma área que sempre teve curiosidade;
  • entre outras.

2. Persuasão

Persuasão significa convencer alguém a acreditar em seus ideais.

Esta habilidade utiliza recursos voltados à emoção, os quais podem despertar a ação inconsciente, ou os símbolos, que costumam estimular uma reação.

Consideramos a persuasão uma grande habilidade, porque ela te ajuda a superar qualquer objeção do cliente – o que é essencial para toda empresa.

Ser persuasivo é muito diferente de ser manipulativo, pois você utiliza argumentos coerentes e verdadeiros para gerar valor ao público.

3. Colaboração

Trabalhar em equipe é uma atitude que faz toda diferença no ambiente corporativo, simplesmente porque acaba se tornando um instinto.

O instinto de colaborar é o que te move a tomar à frente de causas que acredita, de ter empatia com o próximo.

Isso é essencial no dia a dia de toda empresa, já que uma equipe fortalecida é capaz de gerar mais resultados para o negócio.

Dominar essa habilidade fará com que você alcance um bom posicionamento na organização e o respeito da equipe.  

4. Adaptabilidade

O princípio desta habilidade é se encaixar em qualquer ambiente e conseguir se integrar com a equipe.

Ela é essencial, principalmente, em momentos de conflito, pois você consegue ver o lado bom da situação e enxergar maneiras de melhorá-la.

Ser adaptável é imprescindível nos dias atuais, em qualquer companhia, afinal, mudanças ocorrem constantemente.

O profissional que sabe lidar com elas, com certeza, tem pontos a favor.

5. Gerenciamento de Tempo

Uma das maiores dificuldades que temos é conciliar as tarefas com o tempo que temos para executá-las, por isso, esta é uma habilidade tão importante. 

O gerenciamento de tempo permite que os seus projetos saiam do planejamento e sejam executados com excelência.

Algumas técnicas te ajudam a conquistar um controle consciente de cada etapa do planejamento e saber distribuir o tempo dedicado a cada tarefa, como valorizar as pausas entre uma tarefa e outra, o que a Técnica Pomodoro ensina.

Idealizada por Francesco Cirillo, a Técnica Pomodoro consiste em utilizar um cronômetro para dividir períodos de 25 minutos para concretizar cada tarefa.

Entre uma tarefa e outra, você deve tirar breves intervalos, que, para Cirillo, ajudam a aumentar a agilidade mental e evitam a procrastinação.

Para obter bons resultados, também é essencial evitar distrações durante as tarefas.

Existem diversos aplicativos que te ajudam a praticar essa técnica, basta encontrar qual o que você mais se adapta.  

 

Hard Skills

1. Computação em Nuvem

É a habilidade de trabalhar com arquivos remotamente, ou seja, sem a necessidade de fazer o download de um aplicativo no computador para acessar esses arquivos.

Um exemplo de sistema em nuvem é o Google Drive, onde é possível utilizar todas as ferramentas, como a de Documentos e a de Planilhas, online, sem a necessidade de um programa instalado para abrir o arquivo.  

2. Inteligência Artificial

Já pensou em ter softwares ou sistemas que simulam ações humanas, auxiliando-o a realizar algumas tarefas?

Foi a partir desse pensamento que surgiu a inteligência artificial, a qual busca desenvolver, em mecanismos tecnológicos, a capacidade de replicar nosso raciocínio e nossos comportamentos.

Devido à necessidade atual de gerenciamento de tempo (habilidade que mencionamos anteriormente), o profissional que sabe utilizar a inteligência artificial tem um diferencial.

3. Raciocínio Analítico

Ter em sua equipe um profissional com o pensamento voltado à análise de dados é o sonho de qualquer empreendedor, afinal, o raciocínio analítico auxilia na criação de estratégias mais concretas.

Entender toda a parte dos resultados de uma campanha ou ação realizada pela empresa, faz com que o profissional elabore os próximos passos de modo mais estruturado, a fim de obter um desempenho mais efetivo.

4. Gerenciamento de Pessoas

Habilidade que vale para todas as áreas, o gerenciamento de pessoas é indispensável para a saúde das equipes, já que consiste em avaliar o que precisa ser desenvolvido e aprimorado em cada um dos colaboradores.

O gerenciamento de pessoas também busca traçar estratégias de motivação dessas equipes, bem como a criação de métricas alcançáveis e escaláveis.

Por isso, um profissional com essa habilidade, não somente na área de Recursos Humanos como em toda a empresa, é capaz de ter empatia e de compreender como a equipe contribui para o sucesso do negócio.

5. UX Design (Design voltado à Experiência do Usuário – User Experience)

Toda empresa que adapta seu produto às necessidades do cliente, e de acordo com o que ele espera, só tem a ganhar.

E o profissional que sabe quais ferramentas utilizar, para medir o quanto essa experiência está sendo atendida, tem destaque no mercado.

UX Design é a habilidade de identificar como funciona a experiência do usuário (cliente) em cada uma das etapas do produto, desde o momento de consideração até a compra.

Geralmente, o especialista nessa área se torna um gerente de produto e realiza pesquisas não só com os clientes, mas, também, com os colaboradores da empresa, para identificar como ambos enxergam o produto e como ele pode ser aprimorado.

 

O que achou das habilidades? Você já tem desenvolvido uma delas?

Deixe aqui nos comentários qual você pretende seguir em 2019!

Comentários